1

Seleções que só estão esperando 2014


Eles ficaram fora da Copa do Mundo da África do Sul, mas tem todas as condições de voltarem à principal competição do planeta quando ela ocorrer no Brasil, em 2014. Baseada na qualidade da atual geração desses países e nas conquistas recentes em torneios de base, o blog preparou uma lista pra você. É claro que essas seleções estão longe de serem favoritas ao título, mas a suas presenças não são difíceis de prever.

Costa Rica

A seleção da América Central quase se garantiu na África do Sul. Perdeu a vaga para o Uruguai apenas na repescagem. A nova geração tem obtido os melhores resultados possíveis. Foi campeã da competição sub-20 da Concacaf 2009 e chegou às semifinais do Mundial da categoria do mesmo ano. Vários atletas jogam no futebol dos Estados Unidos. Dos “europeus”, o destaque é o atacante Brian Ruiz, campeão holandês pelo Twente na temporada passada e vice-artilheiro da competição com 25 gols em 28 jogos.

República Tcheca

Em 2010, foi à Copa o primo pobre, futebolisticamente falando. Para fazer o mesmo que a Eslováquia, os tchecos contam com uma geração vice-campeã mundial sub-20 em 2007 e alguns atletas que foram campeões europeus sub-21, em 2002. Se chegarem ao Mundial do Brasil, poderão contar, com experientes com o atacante Milan Baros, do Galatasaray (terá 32 anos em 2014); o goleirão Peter Cech, do Chelsea (também terá 32); o zagueiro Hübschman, do Shakhtar (terá 32); e os meias Rosicky, do Arsenal (terá 33) e Plasil, do Bordeaux (32). Dos mais jovens tchecos, os destaques são os zagueiros Kadlec, do Bayer Leverkusen (hoje com 25 anos) e Simunek, do Wolfsburg (23 anos); e o atacante Necid (20 anos), do CSKA Moscou.

Rússia

Para 2010, a vaga escapou no saldo qualificado para a Eslovênia. Mas, para 2014, os russos contam com jogadores que foram campeões europeus sub-17, em 2006, e com o talentoso meia Arshavin, 29 anos, do Arsenal; o meia Zhirkov (26), do Chelsea; e os atacantes Pavlyuchenko (28), do Tottenham, Pogrebnyak (26), do Stuttgart, e Kerzhakov (27), do Zenit.

Turquia

A seleção turca, semifinalista Euro 2008, foi campeã européia sub-17 em 2005 e semifinalista do Mundial da categoria naquela. Essa geração terá em média 26 anos em 2014. O jogador turco mais conhecido, o meia Altintop, do Bayern de Munique, terá 31 anos na próxima Copa. 27 anos terá o talentoso atacante Kazim Kazim, hoje com 23 anos, que pertence ao Fenerbahçe, mas que atua, por empréstimo, no Toulouse, da França. Dos mais jovens, o destaque é Nuri Sahin, 21 anos, meia do Borussia Dortmund. Um de seus companheiros no meio-campo poderá ser o meia Topal, 24 anos, recém contratado pelo Valência.

Quem escreveu foi o Lucas, que posta ás vezes aqui no Análise.

PS: O Análise FC está concorrendo ao prêmio topblog 2010. Peço o seu voto no 2º turno. É muito simples: clique neste link, depois em votar e coloque seu nome e email. Posteriormente receberá um email de confirmação do voto. Obrigado!

1 comentários:

Tomy comentou:

Dessas 4 seleções, a que tem maior qualidade e mais chances de chegar a uma semi-final é a Turquia, pelo bom futebol que tem.

16 de novembro de 2010 16:41

Postar um comentário