4

Os melhores e piores da primeira fase

A fase de grupos pouco empolgou, mas mesmo assim, vários momentos marcantes aconteceram. O Análise F.C relembrou alguns e os reuniu em um só post, lá vão eles:

Time Destaque.
Espanha - Depois do susto na primeira rodada, a Espanha começa a mostrar seu jogo de grande posse de bola e paciência. Tem jogadores habilidosos como Xavi, Iniesta e um dos melhores atacantes atualmente que é David Villa.
Analisando seus possíveis adversários para o decorrer da competição, o caminho não é nada fácil para a Fúria.

Time Surpresa.
Eslováquia - Poucos acreditavam nos desconhecidos Eslovacos. Essa seleção venceu a atual campeã Itália, e mesmo com suas limitações, não é nem um pouco boba.

As Decepções.
Itália e França - As duas fizeram a final da edição passada e hoje estão fora da Copa logo na primeira fase não jogando nada. Mereceram estar fora pela bola que apresentaram, ridículo.

Africanos e Asiáticos
Gana, Japão e Coreia do Sul representam esses continentes nas oitavas, e por incrença que parível, gosto de ver esses times jogarem. São equipes que conhecem suas limitações e jogam dentro delas com disposição tática e organização, além de contarem com jogadores habilidosos.

Europeus
Falaram muito e fizeram pouco. França e Itália são exemplos disso. Apenas Espanha, Portugal e quiçá Alemanha salvam-se.

Americanos
A Copa está se encaminhando para nosso continente. Todos os times desse continente se classificaram, a grande maioria como primeiro em seus grupos. Dou destaque, excluindo o Brasil, para três seleções: Argentina, Paraguai e Uruguai.
As três equipes, assim como Chile e México jogam buscando o gol, com sempre 3 jogadores de ataque, rápidos e habilidosos. Tá bonito ver jogar.

O Jogador.
Özil, Alemanha - É um dos melhores meio-campistas dessa Copa do Mundo. Tem grande habilidade na sua perna esquerda, visão de jogo e velocidade. Já deixou de ser promessa e hoje no meu ver, é o destaque e o melhor atuando na seleção Alemã.

O Golaço.
Luís Fabiano, Brasil - No jogo contra a Costa do Marfim, adversário considerado difícil por alguns, o Fabuloso com ajudinha do braço, abriu uma chapelaria na marcação e fez uma pintura.



O Frango.
Green, Inglaterra - Todos viram o frangaço de Green logo na primeira partida do English Team contra os Estados Unidos. Um peruzaço que lhe custou a titularidade.



Vuvuzela - Eita barulinho chato. Entretanto, mostra a festa e a alegria do povo africano em receber sua primeira Copa na história. Grande trabalho e estádios novinhos em folha em perfeito estado.


4 comentários:

Fabricio bezerra da guia comentou:

O Brasil poderia ser melhor(o time que a Coréia do norte achou menos dificil foi o Brasil)a Fúria começou como um chilique perdendo pra Suiça,mas depois pegou o ritmo.essa copa tá complicada demais que é dificil dizer quem vai ganhar

25 de junho de 2010 22:38
Danilo comentou:

concordo com tudo, menos com o gol. eu prefiro o primeiro gol da copa, feito pela anfitriã.

25 de junho de 2010 22:45
Caetano Lorenzetti comentou:

Fabricio, realmente, tá dificil de apontar um favorito, e infelizmente não é por grandes equipes, mas por falta delas.

Danilo, foram dois gols lindos. O do Tshabalala também foi uma pintura.

25 de junho de 2010 22:56
Gustavo . comentou:

Concordo com tudo! ótimo post... Realmente, essa faze de grupos não animou tanto não. Espero que no mata-mata melhore haha! Parabéns pelo blog

25 de junho de 2010 23:02

Postar um comentário