1

Brasileiros na Libertadores

Cruzeiro x Colo-colo
Procurando recuperação o Cruzeiro joga hoje, ás 19:30 no Mineirão. Embalado pela vitória no clássico contra o Atlético por 3 a 1 o clube precisa somar seus primeiros pontos, já que o Velez, time que o clube mineiro perdeu na ultima rodada, ganhou, e já soma 6 pontos. O time do colo-colo tem 3, e um empate já é um grande resultado para o time chileno.
O que há de se lembrar, é que dessa vez, apenas os 6 melhores segundos colocados se classificarão para a proxima fase, já que 2 times mexicanos já estão nas oitavas.
Roger, grande reforço do time cruzeiro falou em ''portunhol'' sobre o jogo para a imprensa chilena. Resumindo, o craque falou que o time terá que ir para cima do colo-colo, porém com inteligência, pois se levado um gol, a situação pode complicar.
O time chileno é um bom time, bem armado, e vem para arrancar um pontinho dos celestes.
Cruzeiro:Fábio, Jonathan, Thiago Heleno (Cláudio Caçapa), Leonardo Silva e Diego Renan; Elicarlos, Henrique, Marquinhos Parané e Roger (Bernardo); Thiago Ribeiro e Kléber. Técnico: Adilson Batista
Colo- colo: Prieto, Olate (Magalhaes), Toro, Scotti e Cereceda; Aránguiz, Meléndez e Millar; Torres; Paredes e Miralles.Técnico: Hugo Tocalli.

Corinthians x Racing
No ano de seu centenário, o Corinthians estréia na libertadores em casa, na frente de seu obsecado torcedor, ás 21:50 contra um time fraco do Uruguai.
Além de ser o ano do centenário, o torcedor tem essa obsessão por nunca ter ganho a competição. A melhor campanha do time na Libertadores foi em 2000, onde foi eliminado na semi-final pelo seu arqui-rival Palmeiras.
- É uma obsessão porque é um título que pertence a poucos. É objeto raro. No início, quando você era campeão estadual, tinha um valor maior, porque não tinham muitos times com esse título. Poucos times brasileiros têm uma Libertadores, então ela ficou cobiçada demais. E uma conquista ainda te dá a possibilidade de jogar um Mundial de Clubes – falou Mano, vice-campeão com o Grêmio em 2007.
A única dúvida do time, é Iarley ou Defrederico no ataque. Quem treinou com o ''gordo'' foi Defrederico. O gordo Ronaldo, está bem acima do peso, mas da mesma forma, é o diferencial do time, quem pode decidir o jogo.
Voltando á duvida, na minha opinião, Iarley deveria começar o jogo, já que é bi-campeão Mundial com o Boca e com o Internacional.
Corinthians:Felipe; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Elias, Tcheco e Jorge Henrique; Defederico e Ronaldo. Técnico: Mano Menezes.
Racing: Contreras; Brasesco, Hernández, Pallas e Tejera; Vega, Ostolaza, Flores e Matías Mirabaje; Néstor Silva e Quiñones. Técnico:Juan José Verzeri.

Flamengo x Universidad Católica
O Campeão brasileiro estréia na competição também com o apoio de sua torcida, ás 21:50 no Maraca. O momento não é dos melhores, já que o time foi eliminado pelo Botafogo na semi-final da Taça Guanabara.
A autoconfiança e a integridade não foram abaladas, mas nesta quarta-feira, o time enfrenta um desafio na estreia da Taça Libertadores cujas consequências em caso de tropeço serão bem mais graves. Jogando no Maracanã o Rubro-Negro recebe o Universidad Católica com a inscrição “vitória obrigatória” grudada na testa de todo o elenco.
A baixa do time carioca é o goleiro Bruno, que teve um problema no músculo adutor da coxa direita, seu substituto será o menino da base Marcelo Lomba.
Ponto fraco do time na temporada, com 15 gols sofridos em oito jogos, a defesa tem outra mudança além da troca dos goleiros. Apostando no jogo aéreo do time chileno, o treinador trocou Ronaldo Angelim, de 1,79m, por Fabrício, nove centímetros mais alto. Ele jogará ao lado de Álvaro.
O Império do Amor, com Vagner Love e Adriano, está confirmado. Petkovic fica no banco de reservas, e Vinícius Pacheco continua como responsável pela ligação entre o meio-campo e o ataque.
Flamengo:Marcelo Lomba; Léo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Toró, Willians, Kleberson e Vinícius Pacheco; Vagner Love e Adriano. Técnico: Andrade
Universidad C. :Garces; Fuentes, Nena e Martinez; Carreño, Henriquez, Valenzuela, Damián Diaz e Toloza; Mirosevic e Juan Morales.Técnico: Marco Figueroa.
Engana-se quem pensa que os jogos de estréias são faceis e que os times brasileiros vão golear. Pode até acontecer, porém é improvavel. Os times brasileiros tem grandes chances de ganhar, pois vão jogar em casa. Um grande exemplo disso, aconteceu ontem, no jogo do Internacional.

Por: Caetano Lorenzetti.

1 comentários:

Lore Bentolila comentou:

Mas o corinthians não ganha esse Libertadores nem com nojo! Se não for nossa, vai ser de outro time.. menos do corinthians.

26 de fevereiro de 2010 20:08

Postar um comentário