1

Cruzeiro atropela Nacional e está nas quartas da Libertadores

A tática Uruguaia era fazer um caldeirão para pressionar o Cruzeiro e reverter a grande vantagem celeste, já que no Mineirão o placar foi 3 a 1. O caldeirão foi feito, mas a vantagem cruzeirense ao invés de ser revertida em favor dos uruguaios, aumentou.

O Cruzeiro se impôs no jogo e era melhor que o time do Nacional, que estava muito ansioso, e não conseguia ter lances de perigo na meta celeste. O gol que tranquilizou ainda mais o time brasileiro foi do artilheiro Thiago Ribeiro. O atacante mostrou que também sabe fazer gol de falta, cobrando-a perfeitamente e abrindo o placar aos 28 do primeiro tempo.

A catimba começou no final do primeiro tempo, mas inteligentemente, os jogadores cruzeirences não se deixaram levar pelas provocações.

Os uruguaios voltaram para a segunda etapa com a obrigação de fazer ao menos três gols para tentar levar a decisão para os pênaltis. Mas logo aos três, Diego Renan recebeu lançamento, driblou Coates e chutou forte para fazer o segundo gol cruzeirense.

Após o gol, o time uruguaio foi para o tudo ou nada. Os gols não vieram, mas várias expulsões aconteceram.

Com mais espaço para jogar, a Raposa chegou ao terceiro aos 35. Jonathan encontrou Gilberto livre na área, e o camisa 10, com a tranquilidade que marcou a atuação celeste nesta quarta, mandou para o fundo das redes.

O Cruzeiro enfrentará o São Paulo nas quartas, protagonizando mais um confronto de brasileiros na Libertadores.

1 comentários:

Victor Viana comentou:

com certeza cruzeiro passará do Sao Paulo

7 de maio de 2010 16:28

Postar um comentário